Crítica ao Centro de Cura Corpo Limpo

Clínica Placebo – Centro de Cura Corpo Limpo

admin Acupuntura, Geral, Reiki Leave a Comment

Vamos falar do Centro de Cura Corpo Limpo, um caso de sucesso de marketing na área da saúde. Os promotores têm no currículo dois livros, várias aparições televisivas, um grande rol de testemunhas a validar os seus serviços e uma penetração incrível nas redes sociais, com uma página com mais de 75.000 seguidores.

O Centro chama-se (ou chamava-se?!) Centro de Cura de Psoríase Corpo Limpo. No entanto, a denominação que está a ser adaptada. No Facebook denominam-se Centro de Cura Corpo Limpo e no site usam a “marca” Centro de Cura – Medicina Bioenergética.

Isto pode parecer uma estratégia de marketing esquisita, utilizar três nomes…a minha teoria é que está a haver uma mudança gradual da denominação para Centro de Cura – Medicina Bioenergética…e porquê?

Centro de Cura Corpo Limpo – uma pequena biografia…

Os terapeutas Isabel Oliveira e José Ferreira, as pessoas responsáveis pelo Centro, iniciaram a sua carreira promocional com o livro “Sem Psoríase”.

 
Centro de Cura - Primeiro Livro
 

Apesar de também tratarem outras patologias – vitiligo, fibromialgia, zumbidos e hérnias discais – o foco era a psoríase e o tratamento inovador que teriam desenvolvido para curar a doença. Reparem que uso o termo curar e não tratar ou controlar…os terapeutas fazem o que a Medicina Convencional não consegue.

Não existe qualquer referência no site, na página do Facebook, no Linkedin relativamente ao tipo de formação dos terapeutas. Nas entrevistas que realizam são denominados “terapeutas”, “terapeutas em terapias alternativas”, “terapeutas em Medicinas Naturais” ou “doutores” para os amigos. Não é que isso tenha relevância para avaliar a eficácia científica dos tratamentos que oferecem…como já vimos, até pessoas formadas em medicina conseguem defender o indefensável.

A melhor descrição que encontrei dos terapeutas é a seguinte:

“Os terapeutas Isabel Oliveira e José Ferreira, com experiência de 14 anos na área das medicinas naturais, desenvolveram um método próprio de tratamento Cérebroterapia e Despertar da Consciência, englobados na Medicina Bioenergética. Criaram em 2009 o Centro de Cura Corpo Limpo, no qual atendem centenas de pessoas com Psoríase e outras doenças com ótimos resultados. O terapeuta José Ferreira também foi paciente de Psoríase, da qual se curou pela sabedoria e conhecimentos anteriormente adquiridos.”

Portanto, o José curou-se da psoríase utilizando um tratamento inovador e escreveu um livro com a Isabel com vários testemunhos de pessoas que, recorrendo aos seus tratamentos no Centro de Cura Corpo Limpo, conseguiram livrar-se da doença. A utilização de testemunhos é fundamental numa estratégia de marketing. Atribuem credibilidade aos terapeutas; ajudam a construir confiança no tratamento e a ultrapassar o ceticismo normal perante algo novo. No entanto, a validade dos testemunhos ou relatos de caso para verificar a eficácia de um tratamento ou intervenção é reduzida, estando no fundo da pirâmide da evidência.

Os relatos de caso ou testemunhos estão sujeitos a uma série de viéses (erros), não sendo possível estabelecer uma relação causa-efeito entre uma intervenção e a melhoria (ou cura) da doença. É por isso que utilizamos estudos randomizados e controlados por forma a evitar que os viéses contaminem a observação.

Esta é a base promocional…a Cerebroterapia. Um tratamento inovador que cura a psoríase. Conseguiram várias presenças televisivas e em rádio, graças à invenção deste tratamento. Destaco uma entrevista na RTP (obrigado, serviço público…).

Recentemente os terapeutas lançaram um novo livro: o “Manual de Tratamento de 250 doenças”. Ou seja, os especialistas em tratamento de psoríase alargaram o seu leque de conhecimento a outras 250 doenças…e talvez seja essa a razão da mudança gradual do nome do Centro de Cura.

 
Centro de Cura Corpo Limpo - Charlatanice
 

Este segundo livro, por si só, é um compêndio de inverdades científicas e uma vergonha para a editora que teve a coragem de o colocar no mercado. É puro desconhecimento concentrado de fisiologia e patologia básica. Diz coisas surreais como*:

“A doença provocada pelo vírus ébola atinge pessoas que perderam o interesse pela vida, nunca o tiveram ou chegaram de facto a tê-lo, mas perderam-no.” 

“A Esclerose Lateral Amiotrófica é uma doença neurológica degenerativa e desenvolve-se em pessoas que viveram sempre em desacordo com a vida e se encontram em desânimo total.”

“Leishmaniose Doença infeciosa contraída por pessoas que vivem muito pouco para a vida em sociedade e manifestam dificuldade evidente e expressiva em aceitarem o sistema que as rodeia

*Agradeço à Mariana pelos trechos que colocou na sua crítica ao livro, que me permitiu ter acesso a estas pérolas.

Desconfio que este livro iria rebentar com a escala de charlatanice, mas deixaremos uma análise mais detalhada para outra altura.

Apesar do livro servir apenas para nivelar as estantes lá de casa, o objetivo deverá ter sido cumprido. A publicação do livro permitiu a abertura do leque de tratamentos oferecidos pelo Centro de Cura e mais um round de publicidade ao livro, aos terapeutas, aos seus tratamentos “inovadores”. Deixamos aqui mais uma entrevista na RTP, desta vez com o terapeuta José (é isto o serviço público, hoje em dia…). Chamo a atenção para o conteúdo científico pobre de todo o discurso.

Concluindo, o Centro de Cura Corpo Limpo deixou de ser um centro de cura de psoríase. Os seus tratamentos abrangem “todo o tipo de problemas de ordem física, mental e emocional.”, como indica o vídeo promocional do Centro.

E quais são as terapias oferecidas no Centro de Cura Corpo Limpo?

Oferecem várias terapias inovadoras, como a apiterapia (recorrer ao veneno de abelhas), terapia sacral, terapias regressivas a vidas passadas (esta é gira), etc. Mas as mais promovidas são a cerebroterapia e a acupuntura sem agulhas.

Para não ser demasiado maçador, iremos falar das duas últimas que são a base de promoção da clínica.

Cerebroterapia

Inicialmente, quando ouvi falar da cerebroterapia para o tratamento da psoríase, pensei que seria algum tipo de apoio psicológico oferecido aos doentes por forma a ajudar ao controlo da doença. Existe alguma evidência que o stress seja um fator que agrava a psoríase e a psicoterapia poderá ser uma ferramenta adjuvante ao tratamento. Não é um algo que esteja muito bem sedimentado, mas não é descabido.

No entanto, no vídeo de apresentação do Centro de Cura Corpo Limpo sobre este “Método Terapêutico”, a Cerebroterapia é claramente uma técnica energética semelhante ao Reiki…

Numa das entrevistas na televisão pública (RTP…sempre a RTP) a terapeuta Isabel, quando questionada sobre se a técnica era semelhante ao Reiki, refere que “é uma técnica muito diferente porque nós incidimos no cérebro…só no cérebro e coluna que é o pilar do nosso corpo.”

Portanto, é uma técnica de Reiki que só incide no cérebro e coluna…portanto, é uma técnica de Reiki.

Na entrevista a terapeuta descreve o tratamento: “faz uma visualização…entro no cérebro, vou avaliar que memórias é que estão a prejudicar neste caso o doente (…) e eu tive acesso às memórias, aos traumas, tudo aquilo a que leva a um comportamento menos bom.” A senhora, basicamente, consegue ler a mente…o que dizer sobre isto?

Mas porquê afirmar que é uma técnica diferente? Mais uma vez regressamos ao marketing. A melhor forma de rentabilizarmos o nosso produto é sermos o único a vendê-lo. Tendo um “tratamento inovador” que mais ninguém possui  permite monopolizar o mercado e aumentar os nossos rendimentos. E aumentar os rendimentos a sério, já que cada consulta de cerebroterapia custa a módica quantia de 90€, sendo fácil de consultar na página de Facebook.

Mas vamos dar o benefício da dúvida e tentar perceber se existe algum estudo científico sobre cerebroterapia, promovida pelo Centro de Cura Corpo Limpo.

Pesquisando o Pubmed com as palavras “cerebrotherapy”, “cerebrum therapy “, “brain therapy”, “brain AND therapy AND energy”, “cerebral AND therapy” ou “brain AND therapy”, não encontramos nenhum artigo relacionado com o tratamento descrito. Este tratamento é mesmo inovador…tão inovador que nunca ninguém estudou a sua eficácia.  É estranho que em nenhuma das entrevistas tenham perguntado aos senhores como é que desenvolveram a técnica, como é que a compararam com o placebo para estudar a sua eficácia e onde é que publicaram os resultados…é só mais um exemplo de mau jornalismo.

E sobre o Reiki? “O Reiki é uma terapia alternativa realizada através de um toque suave ou a uma curta distância do corpo do paciente, sendo transmitida a “Energia Universal” para as zonas mais necessitadas da pessoa.” (definição da Associação Portuguesa de Reiki)

Em termos científicos, a eficácia do Reiki não está comprovada para nenhum tipo de doença.  Até a Wikipédia permite esclarecer essa dúvida, conforme abordado anteriormente.

Simplesmente não existe validação das premissas de atuação do Reiki. Nunca foi identificada qualquer transferência de energia do terapeuta para o doente, a não ser em forma de calor e pressão de ar. A sua eficácia compara-se à eficácia da homeopatia.

Ficam os links de duas revisões sistemáticas (aqui e aqui) sobre a ausência de prova da sua eficácia e um artigo do Dr. Edzard Ernst sobre os possíveis malefícios de alimentar este tipo de tratamentos.

Resumindo…os terapeutas pegaram numa medicina alternativa sem qualquer eficácia comprovada, mudaram-lhe o nome, apresentaram-no como tratamento inovador e aliado ao livro que escreveram montaram uma estratégia de marketing muito bem sucedida.

Acupuntura sem agulhas – Stiperpuntura

Para contextualizar, fica mais um vídeo de uma reportagem da RTP ao Centro de Cura Corpo Limpo (porquê, RTP…porquê?), onde falam sobre a Stiperpuntura.

Existem diversas variações da acupuntura sem agulhas, mas esta é nova…stiperpuntura – colocação de pensos com quartzo e silício nos pontos de acupuntura (meridianos) e estimulação com luz.

Primeiro, não há provas que os meridianos, pontos de acupuntura ou o qi da medicina tradicional chinesa existam, sequer. Aliás, os meridianos foram descritos pela primeira vez por um funcionário de banco Francês há cerca de 80 anos. (iremos fazer um artigo só dedicado à acupuntura).

Em segundo, a acupuntura tradicional ou acupuntura médica com agulhas tem dificuldade em impor a sua eficácia. Logo, como é possível a acupuntura sem agulhas funcionar? Deixa de existir a estimulação da picada que supostamente ativa os meridianos, pontos miofasciais ou o sistema primo vascular (depende da teoria que se optar)!

Mas mais uma vez, vamos fazer uma pesquisa objetiva no Pubmed sobre acupuntura sem agulhas. Usei os termos “light AND acupuncture”, “needleless acupuncture”, “needleless AND acupuncture”, “light therapy AND acupunture”, “stiperpuncture” ou “stiper AND acupuncture”. Simplesmente não existem estudos. Zero. Método nunca foi estudado por equipas de investigação independentes.

Esta é a prova que hoje em dia, qualquer um pode ser terapeuta, inventar um tratamento, escrever um livro sobre isso e através de uma campanha de marketing bem montada atingir o sucesso. Só é necessário que não tenha qualquer sentido de ética e moral; não tenha qualquer sentimento de empatia para com os doentes e o seu sofrimento; esteja disposto(a) a cobrar dinheiro por algo que, no fundo, sabe que não funciona.

Deixo um gráfico que descreve o modelo de negócio, caso esteja interessado(a):

O papel da comunicação social

A comunicação social é o quarto poder da democracia. Tem a capacidade de informar, mas também de influenciar a opinião dos telespectadores. Existe um código de ética do jornalismo que há muito foi esquecido e que hoje em dia permite não só publicar vídeos de alegadas violações de adolescentes, como realizar reportagens e entrevistas sem qualquer sentido crítico.

Nunca foi pedida opinião de qualquer profissional de saúde sobre os tratamentos promovidos por estes terapeutas. Nunca foi dado aos telespectadores a possibilidade de formarem a sua opinião, ouvindo alguém sem conflitos de interesse. As entrevistas realizadas são apenas atividades promocionais. Não é serviço de informação.

Portanto, aos leitores deste blog…sejam críticos. Não é porque um tratamento é promovido na televisão que lhe atribui qualquer tipo de validade científica. Não é por isso que é eficaz. E deixo as palavras “sábias” do Guilherme Duarte, do Blog “Por Falar Noutra Coisa”.

“…a maioria das pessoas que aparece na televisão é como a maioria das pessoas que não aparece na televisão: é uma m****.”

Ou seja, jornalistas, apresentadores de televisão e os seus convidados são pessoas como nós. Não devem ser endeusados, livres do sentido crítico dos comuns mortais. E não são certamente cientistas, investigadores ou profissionais de saúde. Não são eles que ditam que tratamentos são ou não eficazes, mesmo que levem dezenas de testemunhos a comprovar os seus benefícios.

Portanto, quando ouvir falar de um tratamento inovador, procure informação isenta em locais de confiança ou fale com um profissional de saúde habilitado.

Por todas estas razões e mais algumas, atribuo ao Centro de Cura Corpo Limpo 9 TRUMPS e à comunicação social 8 PUTINS, totalizando 8.5 na escala da charlatanice.

 
Crítica ao Centro de Cura Corpo Limpo

8.5/10

 

Atualização – 08/06/2017

Primeira Atualização

Após a publicação desta crítica ao Centro de Cura Corpo Limpo, fui contactado por um produtor da RTP. (a mensagem completa encontra-se abaixo).

Não tendo dado a oportunidade de resposta (bloqueou-me), publico neste espaço a resposta às questões colocadas.

“Olá, Sr. X.

Para bem da transparência informo que a nossa conversa irá ser colocada no blog ou na página do Facebook.

Pela sua resposta emotiva, percebe-se agora o “palco” que é dado a estes terapeutas. Um produtor da RTP apoiante das medicinas alternativas…pelo menos deu a cara. Parabéns!

Esclareço também que apenas coloco as minhas credenciais no blog por uma questão de transparência e não para impor autoridade. Não tenho conflitos de interesse, não tenho nada a esconder. Assumo quem sou e ao que venho.

Concordo com o respeitoso debate de ideias. No entanto, até à data desconheço quando foi dada essa oportunidade à comunidade médica de informar os telespectadores que a cerebroterapia não tem qualquer evidência científica que a apoie.

Também concordo que o debate é mais profícuo quando somos objetivos na avaliação. E é por isso que os tratamentos dos terapeutas foram avaliados à luz da evidência científica disponível. Se tiver algum artigo que eu desconheça relativamente à eficácia do Reiki no tratamento da psoríase ou qualquer outra doença, estou disponível para o avaliar de acordo com as regras objetivas, estabelecidas internacionalmente.

Reparo que o senhor pede para abandonarmos o senso comum, suponho, em detrimento de avaliações objetivas. No entanto, utiliza a falácia da antiguidade para dar validade a um tratamento que não tem validade nenhuma. É de pasmar.

Reparo também que é fã das típicas teorias da conspiração, da malícia da indústria farmacêutica, acompanhada por milhares e milhares de médicos por esse mundo fora que convivem bem com esta mentira instalada. Não lhe parece um pensamento um bocadinho básico para um doutorado?

Sinto-me inquieto, de facto…mas pelos doentes, que gastam fortunas nestes terapeutas sem qualquer benefício. Além disso, quem recorre a medicinas alternativas tem pior prognóstico perante doenças sérias, como o cancro.

Portanto, faço isto para defender os doentes e não a minha classe, já que vocês se demitiram dessa função. A minha classe tem problemas bem mais importantes com que se preocupar.

Quanto a testemunhas…Como expliquei, não dão validade a qualquer tratamento. E isso está bem estabelecido há muito tempo. Eu consigo arranjar-lhe testemunhas para o tratamento que quiser…é o efeito placebo. Um conceito que claramente não compreende.

No entanto, se gosta de testemunhos e de investigação qualitativa, deixo-lhe um site interessante de um rol de mortes evitáveis de pessoas que optaram pelas medicinas alternativas em detrimento da medicina convencional. Vocês, comunicação social, também são cúmplices desta situação.

Os melhores cumprimentos.”

Ficamos desta forma a saber como a RTP, o canal público, define as suas questões de produção e de que forma é utilizado o nosso dinheiro.

E como as atitudes falam mais alto que as palavras, deu para perceber que o produtor da RTP não gosta de debates, já que deixou a sua crítica sem dar oportunidade de responder.

Segunda Atualização

Uma das várias acusações que o produtor fez sobre esta crítica ao Centro de Cura Corpo Limpo era que a falta de testemunhos que validasse o que escrevi.

Segundo o produtor, isso é algo que dói à nossa “linfático-nervosa tribo”.

Obtive autorização do Sr. Jorge Louro para partilhar o seu testemunho.

O Sr. Jorge Louro tem um blog, chamado “Vitiligo em Portugal”. A filha sofre de Vitiligo e terá experimentado diversos tratamentos para tentar resolver o problema.

Um desses tratamentos foi na Clínica Corpo Limpo, em 2010. Ou seja, há 7 anos…dá para perceber se os tratamentos da clínica resultaram.

Descrevo resumidamente a experiência do Sr. Jorge Louro:

O Sr. Jorge gostou da clínica e da terapeuta. Muito calma.

Foi-lhe transmitido que o tratamento a fazer à filha seria a limpeza das más energias que provocam doenças. Fazem isso acedendo ao cérebro diretamente…a cerebroterapia, portanto.

O tratamento consistiu em colocar a filha deitada, a terapeuta esteve 30-40 minutos com as mãos na cabeça dela…e foi isso.

No final, disse que a filha ia ficar boa…não disse talvez. Disse que ia ficar boa e o aumento das manchas iam parar. A filha perguntou “e é para o resto da vida”. A terapeuta disse-lhe “sim!Acreditas em mim?” – a terapeuta deu a certeza absoluta à criança que o problema estava resolvido…pensem nisso…certeza absoluta.

O valor de cada consulta era a módica quantia de 150€…

Como podem ver na imagem, deixo o testemunho do Sr. Jorge, 7 anos depois.

Nada mudou…

Testemunho sobre ineficácia da Cerebroterapia

Ajudar o Projeto Scimed

Seja um patrocinador desta causa. Ajude o autor a ter mais tempo para escrever.

Sim! Isto é Serviço Público!

Partilha este artigo

Dr. João Júlio Cerqueira

Médico Especialista em Medicina Geral e Familiar